Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais
Temos 56 visitantes online, total de visitas: 566.037

Heráldica

Ordenação Heráldica do Brasão, Bandeira e Selo Branco da Freguesia de S. Sebastião

Pela Lei Nº53/91 de 7 de Agosto, as Juntas de Freguesia de Portugal puderam solicitar às entidades competentes uma Ordenação Heráldica que as identificasse no plano interno e externo do seu Município. Até 1993, somente Lagos, enquanto Município, desfrutava de uma Ordenação Heráldica, consignada, no então, Diário de Governo com o Nº197, /I série, de 24 de Agosto de 1967.

Deste modo, pelo Parecer emitido pela Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses e publicado no Diário da República, III Série, de 15 de Setembro de 1993, ficamos a conhecer a Ordenação Heráldica do Brasão, Bandeira e Selo Branco da Freguesia de S. Sebastião, do Município de Lagos e que é constituído pela seguinte nomenclatura:

Brasão – escudo de vermelho, com coroa antiga de ouro, trespassando por três setas abatidas de prata passadas em feixe e duas águias, adragonadas, em cortesia, realçadas de negro, tudo disposto em roquete. Coroa mural de três torres de prata. Listel branco, com a legenda a negro, em maiúsculas: “S. Sebastião – Lagos”.

Bandeira – de amarelo. Cordão e borlas de ouro e vermelho. Haste e lança de ouro.

Selo branco – circular, com as peças do escudo sem a indicação de cores e metais, tudo envolvido por dois círculos concêntricos, onde corre a legenda: “Junta de Freguesia de S. Sebastião – Lagos”».

Transcrito o Parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses, passemos ao significado dos Elementos Heráldicos existentes na Ordenação.

No que respeita aos elementos pertencentes ao Brasão, diremos que o vermelho significa o sangue do mártir S. Sebastião, A coroa antiga de ouro, trespassada por setas abatidas de prata passadas em feixe, tem o significado de existirem no Pórtico da Igreja de S. Sebastião, onde as setas representam o objecto do primeiro martírio do Santo. As águias adragonadas encontram-se presentes no Pórtico antigo do Templo e são um dos trabalhos mais bem realizados em pedra e preferidos para a constituição desta Ordenação Heráldica.

Quanto à coroa mural de três torres, todos sabemos que na representatividade dos Elementos na Heráldica de Domínio Municipal tem o significado de Freguesia, enquanto as de quatro e cinco torres, associam-se à Vila e Cidade respectivamente.

Na Bandeira, onde o Brasão se inclui, encontramos o Listel com a denominação da localidade, sendo as cores da Bandeira desta Freguesia exclusivamente o amarelo, aliás, também presente na do Município. O trabalho final dá-nos um cromatismo bastante agradável numa harmonia de elementos Heráldicos muito interessantes.

O Selo branco, o elemento identificador que marca a proveniência do expediente administrativo da Junta de Freguesia, possui o registo da localidade incluindo a respectiva Junta de Freguesia.

A terminar, esta Ordenação Heráldica de Domínio Municipal veio, a partir desse momento, enriquecer o panorama da Heráldica de Domínio Municipal, ficando Lagos mais enriquecido e ainda mais associado à história da Heráldica em Portugal.

Em termos de simbologia, observe-se, pois, as respectivas partes integrantes e mencionadas anteriormente.